A importância do jejum e da oração

E o Senhor te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares secos, e fortificará os teus ossos, e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam (Isaías 58:11).

O jejum é, sem dúvida, um dos maiores “mistérios” de Deus. De uma coisa podemos ter certeza, os demônios ficam desconfortáveis quando começamos a orar e a jejuar. As escrituras sagradas nos revelam que muitas doenças que afligem a humanidade são instigadas por forças demoníacas, estas forças buscam obstacular o povo de Deus trazendo tormentas, procurando mantê-los longe da presença de Deus.

O jejum diante do Senhor cria uma atmosfera propiciando assim, o fluir do Espírito Santo de Deus e o repelir de forças e espíritos malignos.

Mas, se andarmos na luz, como Ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, Seu Filho, nos purifica de todo o pecado (1João 1:7).

Quando você precisa da direção de Deus ou se encontra confuso acerca de qual caminho tomar, a melhor coisa que você pode fazer é jejuar. Toda vez que você ora sob a unção do Espírito Santo, sem dúvida, alguma coisa acontece no mundo espiritual, creia nisso! O Senhor sempre nos dirá: Não se desencoraje, persevere em oração até o último obstáculo cair por terra e a cura e a libertação acontecerem.

Deus almeja que sua palavra habite em nós ricamente, que estejamos em íntima comunhão com o Seu Espírito e em obediência à sua vontade. Quando reenvidicamos a nossa herança como filhos e começamos a buscar a Sua face em jejum e oração, todos os milagres dos Evangelhos virão bramindo para nossa vida.

O caminho bíblico para nos humilharmos diante de Deus é através do jejum, ora, precisamos disciplinar as nossas almas, e a maneira mais efetiva de fazê-lo é através do jejum. Quando nos humilhamos diante de Deus, recebemos mais de Sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que Ele, em tempo oportuno, vos exalte (1 Pedro 5:6).

Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra (2 Crônicas 7:14).

Nestes últimos tempos, você precisa estar faminto de Deus, portanto, clame-o dizendo: Senhor eu tenho fome de sua presença, e Ele te tocará profundamente. Você verá que quanto mais Ele lhe tocar, mais faminto você terá Dele. Quanto mais Ele inundá-lo com o Seu Espírito, mais você perceberá como é carente da Sua unção gloriosa.

Existe um preço que envolve o chamado e a unção de Deus em nossas vidas. Quando, finalmente, reconhecemos que nossas vidas não mais nos pertencem e que fomos comprados por um bom preço, tudo muda. Começamos a sentir em nosso espírito a urgência de Deus em nos usar como servos hábeis em sua seara.

Quando somos tocados pela glória de Deus, as coisas da terra são instantaneamente ofuscadas e perdem o total valor. Quanto mais perto nos achegamos Dele, mais percebemos a nossa insignificância e quanto o mundo se torna nada.

Nós que fazemos parte do reino de Deus precisamos estar bem conscientes que nosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. Os nossos objetivos de vida, portanto, devem sempre permanecer claros e sem nenhum compromisso com este mundo. Assim, a nossa fé e as insondáveis riquezas do Senhor estarão sempre à disposição para nos suprir e fortalecer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.