Juízes

 

Juízes: Significa fazer justiça, autor desconhecido, muitos acreditam que Samuel seja o autor deste livro, o que é bem provável, já que Samuel viveu sob uma Monarquia.

A mensagem do livro de Juízes é: Conseqüência, por eles não terem expulsado aqueles povos que tinham na terra de Canaã. A idéia de que Deus deu ordens para que o povo exterminasse seus adversários, levanta muitas dúvidas: Como este Deus de amor pode ter ordenado uma guerra de extermínio? Acreditamos que se Deus não tivesse dado esta ordem, estaria dando carta branca para os homens maus a continuar cometer as impiedades e violências contra aqueles que queriam levar a vida de maneira pacífica e ordeira.

Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela. Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal (Romanos 13:3-4). Deus instituiu as autoridades governamentais para que a lei e a ordem sejam mantidas.

O livro de Juízes compreende um período de quatrocentos anos na história dos hebreus, começa contando a morte de Josué e a falta de liderança que seguia a sua morte e vai até o período dos livros de Samuel, Josué não treinou ninguém para substituí-lo na liderança, em todo o livro de Juízes percebemos também que os juízes não treinavam sucessores para o papel de líderes que eles exerciam, enquanto os juízes estavam vivos o povo contava com uma liderança, mas, quando eles morriam, não havia mais liderança, assim estabelecia o vácuo na liderança.

O versículo chave desse livro indica que não havia rei durante esse período da história e que cada pessoa vivia segundo aquilo que achava certo aos seus próprios olhos. E os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do Senhor, e se esqueceram do Senhor seu Deus; e serviram aos baalins e a astarote (Juízes 3:7).

O livro de Juízes foi considerado um período negro na história dos hebreus, foi um período anterior a divisão do reino e ao cativeiro dos reinos do norte e do sul, trás uma mensagem muito forte, se refere a um problema que trouxe conseqüências terríveis ao povo de Deus, esse problema tem o nome de APOSTASIA – APOS que significa distante e TASIA que significa tomar posição, tomar posição e mais tarde tomar posição contrária, você se lembra? No final do livro de Josué, os filhos de Israel tomaram uma posição de fé, eles afirmaram que queriam servir a Deus e obedecê-lo em primeiro lugar em suas vidas, Josué convocou-os e disse-lhes: Escolham hoje a quem vocês vão servir, mas eu e a minha casa serviremos ao Senhor, então o povo fez a sua escolha, nós também serviremos ao Senhor, eles também tomaram esta posição. Apostasia é simplesmente isso: tomar posição, como os filhos de Israel fizeram no final do livro de Josué, mais tarde tomaram uma posição contrária daquela posição anterior, no livro de Juízes, os hebreus entraram nesse ciclo de apostasia várias vezes.

Vamos ilustrar esse ciclo da história que se repetiu por muitas vezes no livro de Juízes como se fosse um relógio:

Doze horas: Os filhos de Israel decidiram servir e obedecer a Deus em primeiro lugar em suas vidas;

Uma hora: Eles cometeram apostasia, eles se afastaram daquela posição original de servir e obedecer a Deus em primeiro lugar em suas vidas, começaram viver o terrível banquete de conseqüências que apostasia sempre trás, eles passaram a viver na corrupção moral e cometeram apostasia espiritual;

Duas horas: Eles se corrompiam moralmente;

Três horas: Eles se corrompiam espiritualmente;

Quatro horas: Deus levantava um inimigo muito mais forte. Deus tentou avisar o povo, mas eles não quiseram ouvir a voz de Deus;

Cinco horas: Houve uma guerra e eles foram vencidos por esse inimigo que Deus tinha levantado;

Seis horas: Eles eram mortos e escravizados, algumas vezes durante sete anos e em outras durante oito anos, houve período de escravidão que duraram até quarenta anos, quando eles foram escravizados pelos Filisteus. Depois de viverem sob a escravidão, eles se voltaram para Deus, o povo de Deus atinge o ponto mais baixo do ciclo;

Sete horas: Eles clamaram a Deus;

Oito horas: Arrependiam-se dos seus pecados e apostasia;

Nove horas: Experimentavam um reavivamento espiritual, depois da oração e do arrependimento;

Dez horas: Se dava libertação deles;

Onze horas: Deus levantava um juiz, da mesma maneira como Moisés os libertou do Egito, esses juízes ou salvadores libertaram o povo de Israel do inimigo que os tinha conquistado;

Doze horas: Voltavam novamente no topo do ciclo, quando Deus ocupava o primeiro lugar em suas vidas, eles estavam servindo e obedecendo a Deus, então o povo de Israel viveu diferentes períodos de paz, quando tudo estava bem, porque os juízes exerciam seu ministério sobre o povo e os levava buscar a Deus, eles eram um instrumento para fazê-los viverem um reavivamento espiritual, alguns desses períodos de paz duravam até oitenta anos.

relogio

A aplicação devocional do livro de juízes é essa: Cuidado para não retroceder. O fato de você ter entrado e conquistado a terra de Canaã, não significa que você está imune a retroceder.

A aplicação que fazemos é que nós podemos entrar nesse ciclo de apostasia na nossa vida pessoal, nós também nos comprometemos a colocar Deus em primeiro lugar na nossa vida, todos nós vivemos aqueles momentos que nós comprometemos com Deus, depois caímos, com isso experimentamos os sintomas negativos na nossa vida, vivemos o ciclo de conseqüências por termos cometido a apostasia.
Não espere às nove horas para ter um reavivamento e voltar para Deus, por que não se voltar para Deus as quatro ou as três? Porque não viver um reavivamento espiritual, antes que todas aquelas conseqüências aconteçam? E você? Onde você se encontra no relógio da apostasia? Desperte, antes que seja tarde demais, que você possa clamar hoje, agora e se voltar para Deus.

É impressionante, mas após um período de tempo, que parecia pequeno, cometiam apostasia outra vez, é importante que tenhamos essa perspectiva histórica do livro de juízes em mente e também nos lembremos que esse livro cobre um período de quatrocentos anos, às vezes o povo andava em retidão diante de Deus, por um período de oitenta anos, até que cometiam apostasia novamente. Damos enfoque aos principais juízes levantados por Deus:
1ª Apostasia:
Juíz: Otniel
Inimigo: Cusã-Risataim, rei da mesopotâmia
(Juízes 3:7-11)
Escravizados: 8 anos
Período de paz: 40 anos

Otniel era o filho de Quenaz, irmão de Calebe, além de contar que era o filho mais novo, a Bíblia diz que o Espírito do Senhor veio sobre ele de modo que liderou Israel e foi à guerra, o Senhor entregou o exército e o inimigo nas mãos de Otniel, essa era a única coisa que contava ao seu favor e a única coisa que fez dele um libertador, o Espírito tomou controle dele.
2ª Apostasia:
Juíz: Eúde
Inimigo: Eglom, rei dos Moabitas
(Juízes 3:12-31)
Escravizados: 18 anos
Período de paz: 80 anos

O povo tinha sido conquistado pelos Moabitas, um rei chamado Eglom, tinha conquistado o povo de Israel, naquele tempo quando uma Nação conquistava a outra impunha-lhe impostos altíssimos, Eúde foi nomeado para liderar a delegação, que ia a Capital de Moabe para pagar os impostos de Israel.
A Bíblia diz que antes de sair para essa missão, Eúde amarrou uma espada de dois gumes em sua coxa direita, porque ele era canhoto, isso significa que quando ele puxou a espada, o fez com sua mão esquerda, aparentemente as pessoas que iam ao Palácio passavam por uma revista, elas usavam capas, mantos e um monte de coisas, pode ser que os seguranças apalpassem as pessoas em busca de objetos escondidos, mas faziam isso no lado esquerdo, porque normalmente esse lado que as pessoas destras levariam as espadas, mas não esqueça, Eúde era canhoto, ele amarrou a sua espada em sua coxa direita, talvez ele tenha observado o procedimento dos seguranças e aparentemente passou despercebido, depois de ter pago os impostos, no caminho de volta, ele instruiu seus cúmplices e as pessoas que o acompanhavam, que fossem na frente sem ele, ele falou: Eu preciso voltar, Deus quer que eu faça algo, então Eúde voltou a presença do rei Eglom, que segundo as Escrituras, era muito gordo, ele se apresentou ao rei e disse: Tenho uma mensagem de Deus para você, então com a sua mão esquerda puxou a espada e matou o Rei, depois de assassinar o rei, houve uma revolução e os Moabitas foram vencidos, a única coisa que sabemos sobre ele, além do fato de que era canhoto, é que era controlado pelo Espírito, talvez essa era a única coisa que tivesse para oferecer a Deus.
3ª Apostasia:
Juíz: Débora
Inimigo: Jabim, rei de Canaã
(Juízes 4:2-24/5:1-32)
Escravizados: 20 anos
Período de paz: 40 anos

Débora sentava-se sob uma palmeira e profetizava e o povo vinha de todos os cantos de Israel para ouvi-la falar sobre Deus e sobre mensagens da parte de Deus que ela tinha, um dia sob uma palmeira, ela disse a um homem chamado Baraque: Deus tem uma mensagem para você e a mensagem é essa: Mobilize dez mil homens e ataque o General Sícera, aquele que possui novecentos carros de ferro, em grande exército ataque-o, livre o povo de Israel das mãos dos Cananeus, Baraque respondeu com muita gentileza: Se você for comigo eu irei, mas se você não for comigo não irei.

Débora era profetiza e Baraque sabia que Deus realmente falava através dela, portanto Deus iria ajudá-la a cumprir aquela ordem e o plano seria vitorioso, talvez ele tenha dito aquilo para Débora a fim de testar se ela realmente acreditava que aquela mensagem era de Deus e por isso disse: Você vem e marcha conosco. Débora concordou e disse: Eu estou avisando: Vou com você, mas ficará registrada na história que o povo foi libertado pelas mãos de uma mulher, ela mostrou que o povo acreditava na sua profecia.

É interessante notar que a profecia se cumpriu, quando Baraque falou com seus homens e os desafiou a sair para batalha, dez mil deles se voluntariaram conforme a profecia de Débora. Deus confundiu os soldados de Sícera que conduziam os carros de ferro. Deus deixou o exército dos Cananeus em pânico. Baraque pôde então tirar vantagem e assumir controle da situação, no final da batalha, Sícera fugiu, na fuga, ele entrou nas terras de um homem chamado Héber e sua esposa chamava-se Jael, quando Sícera estava fugindo provavelmente exausto, Jael saiu da tenda e disse: Entre meu Senhor, entre, ele entrou em sua tenda e disse, se alguém aparecer me procurando diga que fui pelo outro lado, ela respondeu, não se preocupe, deite-se e durma, porque o senhor está exausto, ele disse: Estou com muita sede, ela serviu-lhe leite, logo ele dormiu, então Jael pegou uma estaca da tenda e um martelo, quando Sícera dormiu, martelou a estaca na cabeça dele e cravou-a no chão, depois que fez isso ela disse: Ele morreu. Então Débora começou a cantar.

A música é o milagre que Deus nos deu a fim de expressarmos aquilo que é inexprimível, a música é essencial quando o povo de Deus está sofrendo. Antes de Jesus sair para cruz, a última coisa que os discípulos fizeram foi cantar, a bíblia diz, eles cantaram um hino e saíram, há uma linda música no capítulo cinco do livro de juízes, chamado de: O cântico de Débora, esse cântico é um lindo exemplo do povo de Deus expressando o inexprimível e o momento da vitória através da música.
4ª Apostasia:
Juíz: Gideão
Inimigo: Midianitas
(Juízes 6:1-40/7:1-25/8:1-32)
Escravizados: 7 anos
Período de paz: 40 anos

Os Midianitas conquistaram o povo de Israel e os oprimia severamente, depois que os Midianitas entraram em Israel, suas plantações foram destruídas, os seleiros saqueados, deixando o povo em absoluta miséria, depois de sete anos sob a opressão, o povo de Israel começou clamar a Deus, nesse momento Deus chamou o homem que seria o salvador e libertador do povo, lemos no capítulo seis do livro de Juízes que o Anjo do Senhor veio e sentou-se debaixo de um carvalho em Ofra que pertencia um homem chamado Joás, Gideão estava malhando trigo no lagar e escondeu dos Midianitas, o Anjo do Senhor apareceu e disse: O Senhor é contigo, homem valoroso, a resposta de Gideão foi: Oh meu Senhor, se o Senhor está conosco porque é que aconteceu tudo isso? E que é feito todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram? Então o Senhor olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força e livrarás Israel das mãos dos Midianitas; porventura, não te enviei eu? E ele disse: ai Senhor meu, com que livrarei Israel? Eis que minha família é mais pobre em Manassés, e eu o menor da casa de meu pai. E o Senhor lhe disse: Porquanto Eu hei de ser contigo, tu ferirás os Midianitas como se fossem um só homem. Quando Deus chama você para um trabalho, e você faz esse trabalho com a convicção de que Deus lhe enviou e que Ele está com você, então certamente você vai ter grandes vitórias.

A questão não é quem você é, mas quem Deus é, a questão não é o que você pode fazer, mas o que Deus pode fazer, não é o que você quer, mas o que Deus quer, e quando os milagres acontecem então você olha para trás e diz: Puxa, não fui eu que fiz, mas Deus fez, porque Ele enviou e estava comigo. Quando Deus chamou a Gideão para destruir os Midianitas, eles eram tantos que pareciam uma nuvem de gafanhotos.

Deus tinha que desenvolver a fé de Gideão. Os passos de um homem bom são confirmados pelo Senhor (Salmos 37:23). O Senhor confirmou os passos de Gideão de várias maneiras. Gideão disse para Deus: Deus se o Senhor que está falando comigo, porque eu posso estar em dúvida de que o Senhor esteja falando comigo, então faça esse milagre pra mim, hoje antes de eu dormir, eu vou colocar um novelo de lã lá fora, faça que quando eu levantar amanhã cedo, a terra ao redor do novelo esteja seca sem a umidade do sereno e o novelo molhado, assim foi, na manhã seguinte, quando Gideão levantou, a terra estava seca, mas ele encheu uma taça de água com o novelo de lã, e então ele disse, agora Deus, eu espero que o Senhor não perca a paciência comigo, hoje a noite, faça com que a terra fique completamente molhada com o sereno e o novelo de lã fique bem seco, assim na manhã seguinte a terra estava molhada com o sereno e o novelo totalmente seco, isso serviu de confirmação para a fé de Gideão.

Deus estava chamando para fazer uma grande obra, Deus queria confirmar e firmar os seus passos, por isso fez conforme ele pediu. Sem fé é impossível agradar a Deus, sem fé você não consegue se aproximar de Deus. Deus ama o novelo de lã até certo ponto, Ele sabe se no seu coração, você quer ter fé e confirmação, Ele pode atender o seu pedido, isso não é a mesma coisa de testar Deus duvidando Dele.

Deus confirmou a fé de Gideão pela terceira vez, de madrugada, Deus disse a Gideão: Levanta e vá até o acampamento dos Midianitas, Eu quero fazer algo por você, confirmar sua fé mais uma vez, então Gideão foi escondido até o acampamento e o chegou perto de uma tenda e escutou o soldado contando ao seu companheiro o pesadelo que o tinha feito acordar: Eu sonhei que um grande pedaço de pão de cevada torrado veio rolando pela montanha abaixo e esmagou nossa tenda, o que isso quer dizer? O seu companheiro disse: Eu sei, é que a espada de Gideão com o exército de Israel vem sobre nós e esmagará várias Nações do Reino dos Midianitas, a bíblia nos diz que quando Gideão ouviu isso, se inclinou e adorou a Deus, ele disse: Obrigado Deus por firmar minha fé, depois disso, ele voltou ao acampamento e disse aos seus homens: Levantem-se porque Deus entregou os Midianitas em nossas mãos, agora Deus tinha realmente firmado a fé de Gideão.

Gideão tinha trinta e dois mil homens para atacar os Midianitas, quando estavam a caminho do ataque, Deus disse: Gideão tem muita gente, se conquistar os Midianitas com essa gente, você vai achar que ganhou a guerra por causa do tamanho do seu exército, Eu quero que se levante e faça um pequeno discurso, diga se algum de vocês estiver com medo, então vá para casa, eu não preciso de você, lembra-se de um conceito citado em Deuteronômio vinte, Moisés disse: Quando você estiver saindo para a batalha e enfrentar um inimigo mais forte, exercite sua fé, levantando-se dizendo ao povo, você que ainda não casou, mas está noivo, era pra ser morto nesta batalha e aí outra pessoa se casará com a sua noiva, isso não é justo, vá para casa, se você plantou uma vinha e ainda não colheu o seu fruto, outra pessoa poderá vir e comer o seu fruto, se você for morto na batalha, vá para casa, nós não precisamos de você.

Então Gideão colocou em prática a palavra de Deus, enquanto marchava com os trinta e dois mil homens, Gideão levantou e disse: Se alguém estiver com medo, então vá para casa, vinte e dois mil homens foram para casa, agora ele estava marchando com dez mil homens, e Deus disse: Gideão, você ainda tem muita gente, se vencer a batalha com todo esse exército, vai pensar que foi por causa da quantidade de soldados, por isso quando você chegar às margens do rio, Eu vou dar uma peneirada neles para você, eles vão estar cansados da marcha, aqueles homens que abaixarem para beber água, ficarão desse lado do rio, mas aqueles que estiverem tão ansiosos para lutar contra os Midianitas e apenas lamberem a água enquanto atravessem o rio, diga-os para ficarem do outro lado do rio, nove mil e setecentos homens se abaixaram para beber água, Deus disse: Diga-os par irem para casa, não precisaremos deles, mas aqueles trezentos, isso mesmo trezentos homens que apenas lamberam a água, enquanto atravessaram o rio, entregarei os Midianitas nas suas mãos.

Deus não precisa de uma maioria apática, Ele precisa de uma minoria comprometida, é essa lição que aprendemos.

Gideão disse para aqueles trezentos homens: Tudo que eu fizer vocês deverão fazer, todos aqueles homens estavam realmente comprometidos, A vitória de Gideão exigiu muita fé e uma tremenda coragem e um bom plano estratégico, os Midianitas estavam acampados num vale muito escuro, Deus ordenou que Gideão dividissem o seu exército em três companhias de cem homens e os posicionassem ao Norte, Leste e também ao Oeste, Gideão recebeu ordens bem específicas e as passou para seus homens, na mão direita tinham as buzinas, e na mão esquerda as tochas acesa e um cântaro que cobria a tocha, quando Gideão dava o sinal eles quebravam os cântaros, expuseram as cem tochas, depois tocaram as cem buzinas e aí gritaram: Espada do Senhor e de Gideão, isso aconteceu em três diferentes lugares.

Os Midianitas simplesmente entraram em pânico e começaram a matar uns aos outros, os homens de Gideão os puseram para correr do vale, provavelmente os Midianitas pensaram que estavam cercados pelo imenso exército de Gideão. Esse fato corresponde a uma aplicação de uma promessa dada por Moisés no livro de Levítico: Alguns poucos e vocês derrotarão milhares de inimigos, essa promessa foi literalmente cumprida nessa passagem.

5ª Apostasia:
Juíz: Jefté
Inimigo: Amonitas
(Juízes 10:6-18/11:1-40/12:1-7)
Escravizados: 18 anos
Período de paz: 06 anos

Jefté, filho ilegítimo e odiado por seus irmãos por ser filho de uma prostituta, até que foram dominados pelos filhos de Amom e então precisaram da habilidade militar de Jefté, eles procuraram para que fossem o libertador deles. Antes de partir para guerra, ele fez um voto ao Senhor: Se eu ganhar essa batalha oferecerei a Deus a primeira coisa que vir quando voltar da guerra, ele voltou vitorioso, mas a primeira coisa que ele viu foi sua única filha, e aconteceu que quando a viu, rasgou as suas vestes e disse: Ah! filha minha, muito me abateste, e está entre os que me turbam! Porque eu abri a minha boca ao Senhor e não tornarei atrás. Ela disse: meu pai, tu destes a palavra ao Senhor, faze de mim, conforme o que prometeste, pois o Senhor te vingou dos teus inimigos e Jefté cumpriu o seu voto que tinha feito. Quantos males não são feitos pelo mundo a fora em nome de Deus, Deus não tinha pedido esse voto, mas ele fez.

6ª Apostasia:
Juíz: Sansão
Inimigo: Filisteus
(Juízes 13:1-25/14:1-20/15:1-20/16:1-31
Escravizados: 40 anos
Período de paz: 20 anos

Sansão distinguia- se por ser portador de uma força sobre-humana, que segundo a Bíblia era fornecida pelo Espírito Santo de Deus enquanto se mantivesse obediente ao Deus dos Exércitos, subjugava seus inimigos e produzia feitos inalcançáveis por homens comuns. De acordo com a Bíblia Sansão apaixonou-se por Dalila, uma mulher do povo Filisteu, a qual o traiu, entregando-o aos chefes de sua Nação, depois de saber sobre os seus cabelos, os quais eram a fonte de sua força sobre-humana, após ser cegado pelos Filisteus, Sansão passou-se a condição de escravo.

Sansão morreu sacrificando-se para se vingar dos seus inimigos, após ter clamado a Deus pela restituição de sua força para um último e definitivo ato.

linha

Pode ser que você entre em um ciclo de apostasia, é possível que precise de um reavivamento e que esteja vivenciando algumas das terríveis conseqüências resultantes da apostasia, você tomou uma posição diante de Deus e acabou se afastando dela, é por isso que nada dá certo, nada vai dar certo mesmo, até que você se volte para Deus, reafirme o seu compromisso com Deus. É bem possível que Deus esteja levantando conspiração internacional que abale alguns Países e os coloquem de joelhos, a aplicação Nacional é que não temos que esperar até chegarmos a esse ponto para voltarmos para Deus, podemos nos voltar para Deus antes que tudo isso aconteça, também podemos fazer a mesma aplicação para nossa vida pessoal, essa aplicação do livro de juízes é impressionante e urgente.

Todos esses juízes tinham algo em comum, eram pessoas muito simples, comum aos olhos do mundo, o que as escrituras nos diz é que Deus tem prazer em usar pessoas comuns para fazer coisas extraordinárias, porque elas estão disponíveis, quando você enxerga isso, percebe que a característica mais importante para os santos no reino de Deus é a disponibilidade, todas essas pessoas não tinham muita capacidade, elas não foram importantes por causa de suas habilidades, mas por causa de sua disposição, foi isso que Deus os usou. Deus tem prazer em fazer coisas extraordinárias através de pessoas comuns.

Nas epístolas do Novo Testamento, recebemos a ordem de sermos cheio do Espírito, o que isso significa? O espírito santo é uma pessoa, ou você tem o Espírito Santo dentro de você ou não tem, não tem como ter um pouco ou um pouquinho, não é isso ter mais ou menos do Espírito Santo. A questão não é quanto do Espírito Santo você tem, mas quanto de você o Espírito Santo tem, essa é a variável, quanto o Espírito Santo controla a sua vida? Isso depende do quanto você se submete a ele e o obedece, o Espírito Santo tem muito ou pouco controle sobre você? Isso depende do quanto você se submete a ele, ele pode tomar o controle de sua vida.

As escrituras realmente ensinam que devemos ser cheios do Espírito. Mais uma vez observamos a verdade é que Deus tem prazer em usar pessoas comuns e fazer coisas extraordinárias através delas, porque o seu Espírito está no controle.

Não importam quais sejam seus talentos ou dons, Deus quer que você os lance diante Dele.

<― Anterior Próxima ―>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.