Êxodo

 

Êxodo: Significa saída, escrito por Moisés.

Moisés era o líder dessa multidão, foi ao Monte Sinai por três vezes pedir à Deus regras para comandar o povo de Israel, pois somente Deus era a saída da escravidão e em resposta ao seu jejum e oração, Deus deu-lhe os cinco primeiros livros da bíblia. Há aproximadamente nesses cinco livros quinhentas leis, que são chamados de: a lei de Deus, a lei de Moisés ou a palavra de Deus. O homem não viverá só de pão, mas de toda palavra de Deus.

Moisés viveu cento e vinte anos em três períodos de quarenta anos: O primeiro período de quarenta anos, Deus ensinou para Moisés que ele não era ninguém, foi criado no palácio de Faraó. O segundo período, Deus disse: Moisés você é alguém, porque eu tenho escolhido você. Moisés olhou para os hebreus e teve compaixão do povo escravo, ficou enfurecido e matou um oficial egípcio, então, Deus levou Moisés para o deserto por quarenta anos, Moisés esteve no seminário de Deus por quarenta anos, Deus consumiu Moisés com um assunto: A escravidão de seu povo e como eles conquistariam a liberdade. No final deste segundo período, Moisés teve uma grande experiência: Ele estava na parte de trás do deserto e um arbusto de sarça começou a arder em chamas, isso não seria algo tão anormal naquele local, mas geralmente em cinco segundos o arbusto de sarça estaria totalmente consumido, desta vez, porém, estava acontecendo algo incrível, a sarça não era consumida, somente continuava ardendo em chamas, então Moisés se virou para ver melhor.

Êxodo 3:1-6 – E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto, e chegou ao monte de Deus, a Horebe. E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia. E Moisés disse: Agora me virarei para lá, e verei esta grande visão, porque a sarça não se queima. E vendo o Senhor que se virava para ver, bradou Deus a ele do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés. Respondeu ele: Eis-me aqui. E disse: Não te chegues para cá; tira os sapatos de teus pés; porque o lugar em que tu estás é terra santa.

Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus.

Deus disse a Moisés para ir à Faraó tirar o povo hebreu do Egito e disse: Certamente Eu serei contigo.

Moisés era: pastor de ovelhas, hebreu, assassino, ingrato filho adotivo que gastou quarenta anos no palácio de Faraó e mostrou sua gratidão, matando um oficial Egípcio, ele era realmente qualificado para ser escolhido libertador dirigido por Deus. Não somos nós que o libertaremos, somente Deus pode libertar, sem o Espírito Santo estaremos tentando o impossível.

Este é o plano de Deus, usar o seu poder em seu povo, para realizar seu propósito de acordo com seu plano.

Grande videira que tem seus ramos e esses ramos produz frutos. Jesus e o Pai são um, desta forma, os frutos não crescem na videira, eles crescem nos ramos. Jesus é a videira procurando por ramos.

Deus ensinou esses segredos para Moisés na sarça ardente:

Moisés fez várias objeções, quando Deus comissionou:

Quem sou eu? Por que o Senhor escolheu alguém como eu? Assassino, hebreu, pastor de ovelhas, filho adotivo e ingrato, tenho problemas na fala e não posso expressar bem.

Deus queria deixar claro que era resultado de seu próprio poder.

Eles me farão perguntas que não saberei responder. 

Diga a eles que Eu sou, e Eu que te enviei.

Eles não vão acreditar em mim, eles nunca acreditarão em mim.

Deus mandou Moisés colocar a mão dentro da roupa, quando tirou, estava coberta de feridas, Deus mandou colocar a mão novamente e a mão voltou ao normal.

Deus perguntou: O que é isto em sua mão? Moisés disse: é um cajado, Deus disse: joga ele no chão, e Deus transformou aquele cajado em serpente.

Deus disse a Moisés: Quando o povo ver os milagres, eles acreditarão em você, não se preocupe com isto.

Eu tenho este problema na fala.

A dinâmica de sua vida é traçada por Deus, você pode nunca saber o porquê, mas Deus nos faz do jeito que Ele nos faz.

Moisés disse: Envia outra pessoa.

Deus faz muitas coisas extraordinárias através de pessoas comuns, por que eles estão disponíveis.

Deus não nos usa hoje por aquilo que somos, Deus nos usa apesar daquilo que somos. Jamais devemos perder de vista, o fato de que é Deus quem faz a sua obra de libertação através de nós.

Quatro segredos espirituais:

Eu não sou, mas Ele é;
Eu não posso, mas o Senhor pode;
Eu não quero, mas Ele quer;
Eu não fiz, mas Ele, o Senhor fez.

As dez pragas que caem sobre Faraó, é um retrato de uma grande verdade que é ensinada na bíblia de gênesis a apocalipse. Libertação é sinônimo de salvação.

I João 4:4 – Ele está em você, e maior é o que está em vós, do que o que está no mundo.
O mal existe no mundo pelo poder permissivo de Deus. O maior inimigo do melhor é o bem. O inimigo tentará conseguir que façamos pequenos compromissos, até que um dia percebamos que não estamos servindo e colocando Deus em primeiro lugar e claro, nem cumprindo a sua vontade para nossa vida.

Princípios da libertação de nossos pecados:

Conseguir não se envolver com o pecado;
Desejar ser libertos;
Ajudar a levar outros a libertação;
Nunca faça acordos com o pecado.

A estratégia do inimigo é que façamos um acordo com ele.
A libertação é: Não entre em pecado.

Para sair da escravidão e tirania do pecado, você precisa de uma libertação. Depois que somos salvos, precisamos de outro milagre: o milagre da orientação divina, pois Deus nos salva para um propósito. O propósito para esta vida aqui é descrito desse modo: trabalhamos, Deus tem algo que façamos.

Quando Moisés foi para o monte Sinai entre diferentes ocasiões, jejuou por quarenta dias e quarenta noites, pedindo a Deus palavras das quais pudessem governar os filhos de Israel. O Senhor deu o que é chamado de: a lei de Moisés e esta lei é chamada de: a lei de Deus. A lei de Moisés está acima de quinhentas leis, portando existem mais de quinhentos mandamentos nos cinco primeiros livros da bíblia e estas quinhentas leis são resumidas nos DEZ MANDAMENTOS.

Os dez mandamentos são as duas tábuas da lei, que foram escritas por Deus, em uma tábua estavam quatro mandamentos que são sobre nosso relacionamento com Deus, podemos chamar de relacionamento vertical da vida que é sempre o primeiro, esses quatro primeiros mandamentos governam nosso relacionamento com Deus.

Amar a Deus com todo teu entendimento:
1 – Não terás outros deuses diante de mim (Deus primeiro);
2 – Não farás para ti imagem de escultura (proibindo idolatria);
3 – Não tomarás o nome de seu Deus em vão (não falar sem propósito);
4 – Lembra-te do dia do sábado para santificar (separar tempo para adorar a Deus e para descansar);

Na segunda tábua contém seis mandamentos, estes mandamentos que devem reger nosso relacionamento com as pessoas, chamamos de mandamentos horizontais, porque eles governam o relacionamento horizontal do homem.

Amar ao próximo como a ti mesmo:

5 – Honra teu pai e a tua mãe, que seus dias serão longos na terra (promessa);
6 – Não matarás (A lei oficial deve ser cumprida, caso contrário, a espada não será usada em vão, se quiser se dá bem com o oficial da lei, obedeça a lei, Deus estabeleceu a lei e a ordem. A lei que Deus estabelece é a ira de Deus contra o mal. O espírito deste mandamento é a vida na mão de Deus, Deus deu a vida e só Ele pode tirar);
7 – Não cometerás adultério (o espírito deste mandamento é o direito dos filhos, este é o plano de Deus: Estabelecer parceiros para as pessoas para que se tornem pais e eles farão pessoas que se tornarão também parceiros e pais. Casamento ou lar é o contexto seguro que Deus quer dar para os filhos, para que eles sejam criados e preparados para a face da vida. A segurança dos filhos depende do compromisso e da fidelidade do casal);
8 – Não roubarás (Semear e colher, acumulamos certos ativos nas nossas vidas, quando rouba, viola a ordem de Deus);
9 – Não dirás falso testemunho (é dar falsa impressão de algo);
10 – Não cobiçarás (Não devemos comparar nós mesmos com os outros e nem invejar o que os outros possuem).

<― Anterior Próxima ―>

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.